quarta-feira, novembro 14, 2007

O EXEMPLO DAS ELITES

Certas coisas, é preciso muito mais do que autoridade para falar.


Obrigado Majestade

quinta-feira, novembro 01, 2007

É UMA MIRAGEM GENTE

No país das maravilhas, no meio da utopias etílicas do palácio do planalto, tudo vai bem. Como vem vindo bem há anos, desde 2002. Ano que, por um passe de mágica, o Brasil saiu do atoleiro pela graça do salvador da pátria.

Que falem os críticos, que levante-se a mídia, que conspirem os blogueiros, pois nunca irão, com suas mazelas e maus agouros impedir a grandeza pré-destinada desta nação, que nunca em sua história foi tão bem conduzida. A esses detratores, que não conseguem ver nada de bom no Brasil (este autor incluído, num comentário, há alguns posts atrás) a justiça divina será implacável e suas mentiras perderão-se ao vento.

Ou será o contrário, vivemos no caos da gestão pública, com todas as instituições se esfacelando ante à corrupção e incompetência, com o país às beiras da falência estrutural enquanto o "Baile da Ilha Fiscal" já dura 5 anos, apesar dos constantes avisos de todos os setores da sociedade.

Fica então, aqui, a pergunta ao leitor em sua saída para o feriado.

Porém, quando um governo diz que isto e isto, não está contecendo, e temos este editorial no Estadão, será que o risco de apagão, que o gargalo de infra-estrutura, que o golpe de estado da reeleição, que a corrupção generalizada, também não estão acontecendo?

Ou será que estamos naquela situação onde o maior truque que o diabo já criou, foi convencer o mundo que ele não existe...

segunda-feira, outubro 29, 2007

PORQUE AS COISAS PIORAM

De nada adianta investir em equipamentos, armamentos, viaturas e etc.

Se o sujeito não aceita ganhar uma miséria para arriscar a vida todo dia, nem a dedicação de um capitão Nascimento resolverá a guerra civil que acontece todos os dias na periferia.

O cidadão que defenda-se sozinho, pois o descaso é total.

TOTALITARISMO DEMOCRÁTICO

Vinte anos depois de depostos os generais, voltamos à estaca zero e o Brasil está, novamente, às portas da ditadura. Como já disse uma vez, volto a repetir, a cada dia que passa chego à conclusão que os militares tinham razão.

Vivemos em um regime onde o legislativo abandonou suas funções primárias para o judiciário, deixando à cargo dos tribunais as tarefas de criar as leis que regulamentam este país. Mais preocupados em abocanhar fatias do executivo, suas excelências concentram-se na distribuição de cargos e controle sobre o orçamento da União.

O executivo, incapaz de gerir um país na base do escambo, decidiu legislar por decreto e medida provisória, usando o congresso nacional como ratificador das decisões presidenciais. Na visão palaciana, a maioria conquistada com um talão de cheques lastreado por arrecadações recordes e a popularidade de um presidente mais próximo de um coronel nordestino do que o metalúrgico que venceu pelo trabalho, justificam qualquer coisa.

Enfim, nas mãos de uma oposição que se resumiu aos DEMOCRATAS, a sociedade brasileira está entregue à própria sorte, pois a democracia brasileira mais uma vez se vê de joelhos ante às vontades pessoais dos políticos. Pois aqui na botocudolândia, reformas constitucionais são feitas de acordo com os interesses daqueles que pretendem disputar a presidência da república.

quinta-feira, outubro 25, 2007

SOLUÇÕES MIRABOLANTES

Para um paulista, analisar os pronunciamentos do Governador Sérgio Cabral é um exercício inútil, pois não poderiam ser mais diferentes duas cidades tão próximas. O problemas até podem ser os mesmos, mas a distribuição geográfica, a proximidade das favelas, a convivência democrática na praia, e etc, exigem soluções diferentes.

Mas ver um governador turbinado por ter descoberto que a opinião pública está mais para "Tropa de Elite" do que "Cidade de Deus", dar uma de especialista em segurança pública do III Reich é de ter dó do cidadão Fluminense.

Ora caro Governador Cabral, já que o senhor leu "FREAKONOMICS" também sabe que a legalização do aborto reduziu a criminalidade nos EUA, um lugar onde, apesar da desigualdade social, há oportunidade, emprego e políticas e , principalmente, serviços públicos consistentes.

Imaginar que sacrifícar marginais antes do nascedouro é solução só pode ser o efeito da alucinação da ingestão de produtos controlados pelo governo, ou psicopatia da brava.

Talvez, senhor governador, sua biblioteca tenha de ser renovada. Talvez, senhor governador, seu orçamento para educação deva ser dobrado. Talvez, senhor governador, os investimentos em infra-estrutura de seu governo devam ser aumentados. Talvez, senhor governador, sua voz deveria se levantar também contra a política retrógrada do governo federal.

Pois criminalidade não se combate com Pena Capital, pós ou pré crime, mas com educação, emprego e condições mínimas para o cidadão sobreviver com dignidade.

terça-feira, outubro 23, 2007

RETROCENDENDO, A PASSOS LARGOS

Parece perseguição este blog atacar a esquerda sem dó nem piedade, afinal grandes países tiveram ou tem seus governos de esquerda e o efeito não é tão nefasto. Será que a esquerda não tem seus méritos? (poderia perguntar o leitor)

Realmente deve ter, talvez na Europa, onde a civilização do povo já atingiu níveis elevados. Mas aqui na Botocudolândia (região compreendida entre o Rio Grande e cabo Horn) a esquerda é a consolidação do atraso, a volta das piores práticas políticas e de gestão pública nos quinhentos e poucos anos de história do continente. Enfim, a esquerda lia os livros, mas entendeu tudo errado.

Louve-se o esforço para diminuir a diferença entre pobres e ricos, mas isso se faz com trabalho e emprego, não com distribuição de dinheiro do Estado.

Louve-se o esforço para o desenvolvimento, mas isso se faz com investimentos não com discursos eleitoreiros.

Pois o Estadão hoje mostra o que realmente acontece por trás das alucinações PTralhas.

O Brasil exportador, desenvolvido e atuante na cabeça de lulla é, na verdade, o Brasil do atraso, é o Brasil da commoditie agrícola, das exportações de minérios, é o Brasil da monocultura e da desindrustrialização.

Enquanto o presidente dedica-se ao único assunto que parece entender, perdemos competitividade na indústria que agrega valor à matéria prima, perdemos espaço nos mercados que geram empregos, tronamo-nos cada vez mais dependes de nossos recursos naturais.


Que o leitor não se engane com os números apresentados pelo governo PTralha, são números expressivos, mas inconsistentes à medida que são analisados junto à outros números mais preocupantes. Afinal estatística é a arte de torturar um número até que ele diga exatamente o que queremos.
Nas mãos ideológicas da esquerda, o Brasil jogou fora todas as chances de aumentar o comércio com os grandes clientes do mundo, resta-nos então o rol de grandes nações nas rota do Aerolulla: Gabão, Togo, Mali, Mianmá...

domingo, outubro 21, 2007

O MINEIRO

Dizem que o mineiro come quieto, que trabalha na sombra, que com seu "jeitim" vai tocando a vida e fazendo as coisas.

Pois numa sutilieza de um elefante numa loja de cristais o governador Aécio Neves vem trabalhando sua caminhada ao Palácio do Planalto.

Depois de deixar Geraldo Alckmin segurando na brocha no ano passado, surge agora defendendo sua candidatura à Prefeitura de São Paulo, tentando assim matar dois coelhos com uma paulada só.

Consegue tirar Alckmin do páreo em 2010 e, de quebra, força Serra tentar manter o governo do estado nas mãos do tucanos.

Paulistanos que se lixem, pois mais importante do que o excelente e surpreendente trabalho de Gilberto Kasssab frente à gestão da cidade, é decidir em 2008 quem será o candidato de 2010.

E a cidade como fica?

É PARA ISTO?

Enquanto se debate a necessidade da CPMF e, mais uma vez, vemos o PSDB sem rumo, os DEMOCRATAS apresentam mais um daqueles relatórios que enojam o cidadão que teima em se manter informado.



Agora, quando leio o editorial de hoje no Estadão o atual estado de abandono das forças armadas e vejo Hugo Chaves consolidando sua ditadura enquanto ameaça seus vizinhos, só posso perguntar:

É assim que se gastará o dinheiro da CPMF?

sexta-feira, outubro 19, 2007

MERCADINHO PERSA

Não adianta o Senador Pedro Simon esbravejar, há vinte anos, quando ele e toda a corja reunida para aprovar a constituição do Dr. Ulisses, que na verdade foi organizada pelo Senador Mario Covas, aceitaram condenar o Brasil ao pior texto constitucional já feito, concretaram as bases para isto que está aí.

Agora é sentar, relaxar e pagar a conta, pois enquanto a quadrilha (segundo o STF) estiver no poder os métodos são conhecidos.

A opinião pública, como bem disse o pretenso candidato a alguma coisa Nelson Jobim, nem recebeu a constituição original. Teve de se contentar com o texto modificado por ele e pelo dr. Ulisses.

Democracia é bom. Pena que Democracia brasileira, é fantasia...

quinta-feira, outubro 18, 2007

ORDEM NA CASA

A decisão do TSE é uma nova dimensão no sistema eleitoral brasileiro. Primeiro porque organizou o bordel e daqui para frente neguinho vai pensar muito antes de se lançar em uma campanha eleitoral.

Segundo porque dá ao partido sério (é isso mesmo caro leitor, seriedade partidária neste país é no singular) o poder para fazer oposição sem medo e mais poder de negociação com o governo.

Mas o mais importante mesmo é o fato de legitimar o atual sistema eleitoral.

É caro leitor, nosso sistema eleitoral é uma porcaria porque o cidadão se elege com o voto de legenda para, logo depois, mandar esta mesma legenda que o acolheu plantar batatas e passa a tocar seus projetos pessoais.

É o caso do PRONA, elegeu 5 deputados e, acreditando ter conquistado a sorte grande para seu projeto político, viu-se reduzido a nada pelas artimanhas da PTralha que comprou suas vagas.

Hoje, o voto de legenda começa a fazer sentido e o representante eleito tem de prestar contas ao partido que o elegeu. Ao eleitor, acaba o calvário de tentar saber que é seu representante, que mande a cobrança para o partido também.

O sistema proporcional pode não ser perfeito, mas graças ao TSE é muito melhor agora.

terça-feira, outubro 16, 2007

TORRANDO DINHEIRO DO CIDADÃO

Ouço na CBN o Deputado Estadual sendo avacalhado sem perceber pelo jornalista Heródoto Barbeiro, na defesa da lei de sua autoria proibindo o uso de celular em sala de aula.

O projeto em si tem tudo para virar mais uma daquelas leis que não pega. Primeiro por assumir que todo professor é um banana que não consegue controlar a sala de aula. Segundo por não haver uma forma prática de exercer esta lei, pois como será a punição.

Além de tudo a lei não prevê o uso de outros equipamentos eletrônicos, com IPOD's ou Gameboys. Também nada foi previsto fora da sala de aula, e celulares enlouquecidos ainda podem interromper uma peça de teatro, um concerto ou o cinema.

Enfim, parabéns à Assembléia Legislativa de São Paulo, por ter custado um dinheirão ao cidadão paulista, para produzir este fino exemplo de legislação inútil.

domingo, outubro 14, 2007

EU VI.

Antes de ler a Veja, antes das conversas em volta de uma mesa de bar, enfim, antes de contaminar meu julgamento, fui assistir "Tropa de Elite".

Quer dizer, meu julgamento sempre esteve contaminado, não suporto cinema nacional e ponto final. Não assiti o Quatrilho, não assisit Central do Brasil, quero mais que os Pais que saem de férias vão para o inferno junto com todo o resto e, de quebra, levem o cinema francês junto.

Que não argumentem sobre os roteiros de qualidade, nem dos excelentes atores brasileiros. O problema é de qualidade. A imagem e o som dos filmes nacionais são ruins e pronto. Também não curto filme com mensagem, como dizia um diretor americano: "Quer mandar mensagem, escreve um telegrama."

Mas dei uma chance à Tropa de Elite e não me arrependi. A qualidade ainda está a alguns quilômetros de uma produção de primeiro nível, mas o ritmo das cenas, os enquadramentos tornam as duas horas imperceptíveis, deixando aquela vontade por mais duas horas.

Também que se dane a mensagem, se alguém precisa ver Tropa de Elite para entender que bandido é bandido, que o tráfico sobrevive do dinheiro daqueles que reclamam no crime e que existem políciais corruptos, então estamos num país de alucinados, pois o Estadão mostra isso todo dia.

Na verdade Tropa de Elite é um bom filme de ação, bom ao ponto de vir a fazer parte da minha coleção de DVD's (todos originais, pois pirataria é crime), com a honra de ser o primeiro em português.

sexta-feira, outubro 12, 2007

TÁ BOM PARA VOCÊ?

Então caro leitor, depois de um dia de trabalho árduo e cansativo, de uma longa jornada de horas que não se acabam, só para entregar quase tudo para o presidente saciar sua sede arrecadatória e contratar mais capangas para abusar o erário.

Você chega em casa, liga o Jornal Nacional ou a TV do Bispo e vê isto,


Você:

A. Sente-se vingado com a queda do teimoso
B. Sente-se aliviado com o fim de mais um escândalo
C. Sente-se esperançoso, pois nem tudo está podre neste país
D. Desliga a tv e corre para o banheiro...

Enquanto isso a CPMF, a despeito de toda a movimentação da sociedade, continua sendo defendida pelos nossos representantes como um anseio da população que não aguenta mais essa vontade louca de pagar mais impostos...

quarta-feira, outubro 10, 2007

VAI TRABALHAR SENADORA!!!

Para aqueles que ainda se enganam com a atuação da senadora ideli salvati, fica a imagem dela em pleno batente, prestando uma atenção danada no que acontecia no plenário do Senado Federal ontem.



Para aqueles que sabem do que a conhecida representante catarinense é capaz, fica o consolo de, ao dedicar-se à atividades de lazer íntimo no trabalho, a senadora deixa de prejudicar o país como de costume.


Aos imbecis de sempre, dispostos a questionar a imagem acima, na defesa do indefensável, que procurem o UOL, pois foi publicada na primeira página.

terça-feira, outubro 09, 2007

O QUE FALTA?

Lendo a coluna de Dora Kramer no Estadão de hoje (não posto o link pois o novo portal do jornal é uma droga e não o encontro lá) e vendo a súbita mudança na atuação de Mercadante, chego à conclusão que até a nojeira, que a política brasileira se tornou, tem limite.

Após diversos crimes contra a democracia, Renan Calheiros conseguiu atingir o ponto de se tornar um fardo pesado demais. Agora, é esperar para ver a debandada de ratos.

quinta-feira, outubro 04, 2007

BOM ALUNO

Um professor de matemática pergunta ao Lula:

- Quanto é 51 dividido por dois?

Lula responde:

-Meio litro para cada um!

terça-feira, outubro 02, 2007

ESTÓRINHAS

Certos e-mails devem ser apagados na entrada, outros, como o que reproduzo abaixo, deveriam ser gravados em bronze.

TEORIA DA RELATIVIDADE

Um dos filmes que mais causaram impacto em minha vida foi "Em algum lugar do passado", com Christopher Reeve, uma história de amor lindíssima, em que um escritor apaixona-se pela foto de uma atriz dos anos vinte. Uma paixão tão avassaladora que ele acha uma forma de voltar ao passado para encontrar a moça e viver uma história de amor emocionante. O filme é lindo, a trilha sonora é fabulosa e o tema, instigante: viajar no tempo.

Quando Albert Einstein anunciou a sua Teoria da Relatividade, em 1905, viajar no tempo - pelo menos em teoria - deixou de ser algo impossível. Pois outro dia observei uma foto de um grupo de amigos na reunião de comemoração de 30 anos de minha formatura no colégio. Olhei aqueles senhores de cabelos brancos, gordos e carecas e imaginei o que aconteceria se a foto pudesse ser vista por eles quando tinham 16 anos. Já pensou? Você poder ir até o futuro e olhar onde estará, que rumo sua vida tomou?

Imaginei então uma situação interessante. Alguém inventa uma máquina do tempo. E vai testar. Escolhe uma data aleatória - 1989, por exemplo - e aperta um botão. A máquina traz para o presente ninguém menos que Luis Inácio Lula da Silva. Aquele de vinte anos atrás. Lula chega meio zonzo:

- O que é isso, companheiro?

Sem entender o que acontece, Lula é recebido com carinho, toma uma água, senta-se num sofá e recupera o fôlego.

- Onde eu tô?
- No futuro, Presidente. Colocamos em prática a Teoria da Relatividade!
- Futuro? Logo agora que vou ganhar do Collor, pô! Me manda de volta pro passado! Zé Dirceu! Zé? Cadê o Zé?
- Calma, Lula. Aproveite para dar uma olhada no seu futuro. Você é o presidente da República! - Eu ganhei?
- Não daquela vez. Mas ganhou em 2002. E foi reeleito em 2006!
- Reeleito? Eu? Deixa eu ver, deixa eu ver!!!

E então Lula senta-se diante de um televisor de plasma. Maravilhado, assiste a um documentário sobre os últimos 20 anos do Brasil. Um sorriso escapa quando a eleição de 2002 é apresentada.

- Pô, fiquei bonito! Ué. Aquela ali abraçada comigo não é a Marta Suplicy?
- Não, Presidente, é a Marisa Letícia.
- Olha! Eu e o Papa! E aquele ali, quem é?
- É George Bush, o Presidente dos Estados Unidos!
- Arriégua! Êpa! Mas aquele ali abraçado comigo não é o Sarney? Com a Roseana? E o que é que o Collor tá fazendo abraçado comigo? O que é isso? Tá de sacanagem?
- Não, presidente. Esse é o futuro!
- AAAAhhhhhh! Olha lá o Quércia me abraçando! O Jader Barbalho! Cadê o Genoíno? Cadê o Zé Dirceu?
- O senhor cortou relações com eles.
- Meus amigos? Me separei deles e fiquei amigo do Quércia?
- Pois é...
- E aqueles ali? Não são banqueiros? Com aqueles sorrisos pra mim?
- Estão agradecendo, Presidente. Os bancos nunca tiveram um resultado tão bom como em seu governo.
- Bancos? Os bancos? Você tá de sacanagem. Sacanagem!
- Calma, Presidente. O povo está gostando, reelegeram o senhor com mais de cinqüenta milhões de votos!
- Mas não pode! Cadê os proletários? Só tô vendo nego da elite ali. Olha o Vicentinho de gravata! E o Jacques Wagner também! Mas que merda é essa?
- É o futuro, Presidente.
- E o Walter Mercado? Tá fazendo o quê ali?
- Aquela é a Marta Suplicy, Presidente.
- Ah, não. Não quero! Não quero! Não quero aquele meu terninho. Não quero aquele cabelinho. Não quero aquela barbinha. Desliga isso aí!
- Mas Presidente, esse é o futuro. O senhor vai conseguir tudo aquilo que queria.
- Não e não. Essa tal de teoria da relatividade é um perigo.
- Perigo?!
- É. As amizades ficam relativas. A moral fica relativa. As convicções ficam relativas. Tudo fica relativo.
- Bem-vindo a 2007, Presidente.

TRATANDO OS PARADIGMAS

Enquanto alguns dos piores ditadores imbecis do mundo dão sinais de esperança para o futuro do homem.






Sempre é possível encontrar aqueles imbecis, que fazem questão de mostrar que o futuro da humanidade é negro.



sexta-feira, setembro 21, 2007

VAI CONFIAR?

Ouvir uma genuína quadrilheira (foi no passado e segundo o STJ é no presente, pois seus 40 amiguinhos estão sendo processados) afirmar que um tribunal não tem competência para analisar processos, é tão estranho como nomear o Fernandinho Beira-mar corregedor geral da justiça.

Quando TCU aponta irregularidades em 30% das obras do PAC, pode-se esperar tudo dum governo marcado pela corrupção generalizada, mas até aí dar crédito a ISTO, é demais.

O QUE O ANALFABETO FAZ

Quando o presidente do país que tem a empresa detentora da melhor tecnologia de perfuração de águas profundas diz uma imbecilidade destas:

'Qualquer analfabeto pode plantar um pé de petróleo'

Chegamos à conclusão que um analfabeto, dono de um ego diretamente proporcional à sua ignorância, só pode mesmo produzir CO2 e resíduos orgânicos.

REPRESENTANDO O PRÓPRIO BOLSO

Esse negócio de deputado votando segundo a própria consciência é de um ridículo que já passou do ponto. A grande mídia tem o dever de destruir esta balela pois parte de dois princípios infantis.

Primeiro porque ninguém está alí para seguir seus desejos particulares, estão sim representando a sociedade e são a voz de seus desejos na gestão de seu (da sociedade, que fique bem claro) país.

Segundo porque parte da presunção que os congressistas são dotados de dons como consciência, remorso, honestidade, ética e etc.

Aqueles que discordam, que expliquem então por que de um lado temos Isto e do outro acontece Isto.

Bem, sempre dizem que todo homem tem seu preço.

DEMOCRACIA? SÓ NA SUA IMAGINAÇÃO

Pior do que ver criminoso absolvido é aguentar o canalha fazendo bravata em horário nobre.

No final o Governo Lulla ainda vai acabar numa outra Marcha da Familia com Deus pela Liberdade.

Pior é não lembrar ter assistido a nomeação deste imbecil a supremo comandante da nação.

terça-feira, setembro 18, 2007

POLITICAMENTE CORRETO

Em evento realizado ontem por um grande banco internacional, após uma longa explanação sobre a crise mundial, um ex-presidente do Banco Central Brasileiro solta as seguintes pérolas sobre o atual governo:

"A visão do governo Lula é mais heterogênea e meandrosa do que o governo FHC, onde os objetivos eram mais claros e as políticas bem definidas..."

"a administração atual não tem conseguido dar andamento a importantes projetos para a infra-estrutura brasileira..."

A Zelite é assim, transforma um governo incompetente que não sabe para onde vai em algo mais elegante e menos ofensivo.

O problema é que os incompetentes que não sabem para onde vão, não compreendem a nova linguagem, passando a acreditar que estão sendo elogiados.

segunda-feira, setembro 17, 2007

O PERIGO SOMOS NOS

É só alguém ter um comportamento anormal que a culpa precisa ser atribuída a alguém.

Agora, reconhecer termos como Seleção Natural e Evolução da Espécie da espécie, nem pensar...

Pior mesmo é aquela plaquinha na porta do elevador, este sim, um monumento a bestialidade humana.

sábado, setembro 15, 2007

A LISTA

Depois desta bagunça toda, agora com mais calma, quando vemos a lista e notamos a incrível disparidade de 35 a a 41 entre os que disseram ter votados e os votos contados fica aquelsa dúvida cruel:

Será que não daria para invalidar a sessão e recontar os votos?

Mas, talvez seria melhor brincar de caça ao mentiroso.

O FEITIÇO SEMPRE VIRA NO FINAL

A falta de quadros do PT está tão grave que não há um embroglio que a canalhada se meta, sem que alguém da quadrilha acabe levando fama.

O imbecil do mês é o aprendiz de malandro e senador papagaio, Aluízio Mercadante, que acreditando ser capaz de ir além de repetir o que lhe mandam no palácio do planalto, falou demais e, se depender dos traíras estrelados, vai ter de pagar a conta.

Se ao menos ele aprendesse alguma coisas com isto...

ESCREVENDO CERTO POR LINHAS TORTAS

Não sei não, mas quando leio uma coisa destas, só me resta aderir ao movimento:

FICA RENAN!!!

No final das contas é mais barato.

quinta-feira, setembro 13, 2007

REFLEXÕES TÍPICAS DE MOMENTOS SOMBRIOS

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”


Ruy Barbosa de Oliveira.

SÓ RINDO MESMO

Depois de tanto pensar em um comentário sobre os acontecimentos, chego a conclusão que esta é a melhor forma de definir o estado geral das coisas


segunda-feira, setembro 03, 2007

SIMPLESMENTE IMORAL

As conclusões sobre o congresso PTralha realizado neste fim de semana só podem seguir o mesmo caminho dos ministros do STF.

Pois a quadrilha (de acordo com o STF) sequer foi incomodada, foi, na verdade, mimada, protegida, defendida e elogiada. Não só pelos alucinados delgados e os indiciados (pois para usar a palavra criminosos é preciso esperar o veredicto da últma instância) como pelo líder máximo da corja.

O presidente da república se dispôs a pegar no microfone e, em mais um delírio oratório, exortou a platéia a defender os canalhas, a ignorar as acusações e não ter vergonha de seus companheiros.

Em resumo, mesmo após o STF ter virado uma página da história, num procedimento inesperado, a quadrilha estrelada enterra seu comitê interno de ética, adianta as eleições de 2010 e age como se a máscara não tivesse caído.

E você caro leitor, que não recebe bolsa esmola, que paga 40% do que produz para o Marcos Valério e o Duda Mendonça, vai fazer o que?

domingo, setembro 02, 2007

LIBERDADE DE IMPRENSA E EDUCAÇÃO PUBLICA DÁ NISSO

E o Kibe Loco consegue mais uma vez...




E depois ninguém consegue entender como um incapaz completo consegue ser eleito no Basil.

sábado, setembro 01, 2007

SIEG HEIL COMPANHEIRO

A certeza da impunidade lastreada pela popularidade do presidente produz pérolas nas boca dos porcos.

O "companheiro" Berzoini, em um daqueles momentos de suprema arrogância da canalhada, sugere como medida para agilizar o processo legislativo a extinção do Senado Federal, sob o argumento de que um congresso unicameral seria mais ágil.

Ora claro que seria mais ágil, senhor Berzoini, mas talvez fosse mais ágil extinguir as duas casas legislativas. E que tal se extinguíssemos o judiciário, criando apenas umas assembléias comunitárias que fariam o papel das cortes, com julgamentos já pré-decididos e penas executadas 'in loco' nos pardões comunitários?

Assim teríamos um sistema justo e democrático e extremamente ágil, como o de seu "comandante" fez e que assistimos ser aplicado a dois atletas panamericanos.

A verdade é que tem dia que me arrependo de abrir o jornal...

PASSADO A SER ESQUECIDO

Quando imaginamos ter virado uma página de nossa história, esta volta, artificialmente revivida, para nos assombrar.

Este governo imbecil lança agora um livro como uma "versão oficial" sobre a ditadura e as torturas sofridas pelos inimigos do Brasil, desculpem "defensores da liberdade" (como eles gostam de se imaginar.

Não estou aqui para defender a censura, nem o totalitarismo, muito menos a tortura, pois estes são os métodos dos dois lados.

Acho que, por mais abominável que o comportamento do regime de 64 tenha sido, a ditadura deva assumir seu lugar nos livros de história e por lá ficar. Como o governo Vargas também. Relembrar estes fatos para campanha eleitoral - e é só esta a intenção por trás deste assunto - é não poder levar outras realizações para o palanque de 2008 e 2010.

No final das contas, ter lutado contra o regime militar, virou ganha pão, pensões vitalícias, indenizações milionárias e espaço na televisão a cada dois anos para se apresentar como toturado.

É hora do brasileiro olhar para frente, deixar este período negro como referência para que não aconteça outra vez e trabalhar para que este país entre no rumo.

Mesmo porque, se analisarmos friamente o que aconteceu com os principais protagonistas daquela época, veremos famílias de presidentes miltares em dificuldades financeira, enquanto os pobres toturados se refestelam regados à Romaée Conti, enquanto são processados por formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, e etc.

Aí o perigo e começar a acreditar que os militares tinham razão sobre esta gente...

sexta-feira, agosto 31, 2007

QUADRINHOS NOVOS NA PRAÇA

Depois das mulheres alteradas da cartunista argentina, surge uma coisa nova na praça.

Só não vão rir na praça dos três poderes....


quinta-feira, agosto 23, 2007

MONUMENTO

Em minhas andanças virtuais chego a uma justa homeagem, que representa o sentimento geral em relação ao Governo Lulla.



Sei que o autor pensava em outra coisa, mas face à propriedade da imagem, proponho uma campanha para arrecadar fundos para o primeiro monumento a nosso presidente.

O resto, é apenas derivar sobre este tema...



terça-feira, julho 31, 2007

DINHEIRO NO LIXO

O tão alardeado PROUNI, em seu terceiro ano de vida, é mais um retrato do desgoverno total que esta nação está submetida.

Apontado como solução para elevar o padrão educacional brasileiro, a despeito do lixo de educação básica oferecido pelo Estado, o programa visava pagar faculdades particulares para aqueles alunos que não reuniam condições para entra numa pública nem recursos financeiro para as privadas.

O problema é o de sempre, cria-se uma máquina de distribuição à perfeição, com parâmetros paternalistas e populistas, não se exige padrão de qualidade nem contrapartida e dá no que deu.

Depois neguinho não entende porque continua sem emprego, mesmo com diploma de "universiotátrio".

Metade das faculdades reprovadas no Enade está no Prouni

segunda-feira, julho 30, 2007

SOLUÇÃO MEIA BOCA

Enganam-se os brasileiros que acreditam que este governo inepto é capaz de resolver esta crise aérea. Consegue apenas adiar o problema abrindo espaço para mais promessas.

É a filosofia do bode na sala. Onde um bode é introdizido numa sala onde o ambiente não está bom. Quando as coisas naturalmente pioram na presença do animal, ele é retirado trazendo alívio imediato e a sensação de que tudo está bem.

Cumbica é o bode. Longe, sem transporte público, lotado e mal conservado, o aeroporto é um transtorno para quem quer viajar. Sua pista consegue estar em piores condições do que Congonhas, precisando de reforma urgente. O atual volume de passageiros torna o deslocamento pelos terminais uma corrida de obstáculos. A transferência de mais vôos para lá só vai piorar a situação.

Enfim, quando tudo estiver a ponto de explodir algum gênio reabrirá Congonhas, talvez melhorado pela atuação de José Serra e Gilberto Kassab, e todos respirarão aliviados.

A verdade é que este apagão aéreo só será resolvido quando os brasileiros voltarem a andar de ônibus.

MEDALHAS QUASE DESASTROSAS

Não pretendo desmerecer medalha de ninguém neste panamericano, a garotada (e alguns nem tão garotos assim) deu duro e merece ser recompensada. Parabéns para eles.

Mas o que me irrita mesmo, é ver a cartolagem e a politicalha de plantão já comemorando os resultados e ensaiando cobranças aos atletas para Pequim 2008, a partir de extrapolações matemáticas de araque.

Vamos dizer umas verdades aqui. O feito heróico de nossos atletas só gera medalha porque estes são os jogos da Bananalândia. Uma coleção de paisecos sem qualquer tradição em sequer fazer sombra aos grandes campeões olímpicos e uma gurizada americana e canadense em treinamento para o estrelato daqui alguns anos.

Os atletas brasileiros são bons, muito bons, mas não são excelentes. Treinam duro, competem mais duro ainda. Enfrentam toda sorte de adversários externos: cartolas corruptos e ineptos, falta de recursos e principalmente ignorância total da mídia.

Acompanhar partida de voleyball foi muito fácil, pois todas as emissora estavam a postos. Mas que o leitor tentasse saber do Badminton, Squash, Baseball, Patinação e tantos outros que fizeram bonito e contavam com alguma exposição para poder sonhar um pouco mais alto.

Vivemos sob o império da mídia medíocre. Capaz de transmitir um jogo vagabundo de prováveis rebaixados para a segunda divisão do campeonato brasileiros, ao invés de prestigiar algum esporte diferente do trio basquete, futebol e volei. O brasileiro vaiou na hora errada (no esporte, claro, pois vaiar Lulla nunca é errado) porque nunca assistiu e, se depender da mídia, não vai assistir e ponto final.

Somos o país do futebol por ignorância, não por talento. São quase 200 milhões de habitantes para produzindo atletas para 5 Copas do Mundo de Futebol e 7 Campeonatos da Liga Mundial de Volei.

A Itália com um quarto disto, tem quase o mesmo número de títulos. Também tem ginástica, natação, hipismo, esgrima, atletismo...

SOCIALISMO E LIBERDADE

Um réles boato sobre uma debandada em massa de alguns integrantes da delegação cubana foi suficiente para envergonhar a ilhota de Fidel mais uma vez. Pois o medo era tamanho que um avião foi enviado para recolher prematuramente os atletas que pareciam estar sendo expulsos da competição.

Fica aqui então meu recado a todos aqueles tolos que teimam em ver algum mérito na fazenda-estado de "el comandante". Se aquele lixo fosse tão bom, tão avançado como querem tanto que acreditemos, será que a bagunça transmitida em rede nacional na noite de sábado, não devereia ser causada por atletas com pressa de regressar volutariamente.

Pois é, a tv mostrava outra coisa...

sexta-feira, julho 27, 2007

CALA BOCA MAGDA

Quando leio uma barabaridade destas, escritas pelo veríssimo, fico com a impressa que o termo intectual é na verdade uma ofensa.

“Antes de participar de um coro, veja quem estará do seu lado. No Brasil do Lula, é grande a tentação de entrar no coro que vaia o presidente.

Mas olhe os outros. (...) Veja onde você está metido, com quem está fazendo coro, de quem está sendo cúmplice.

A companhia do que há de mais preconceituoso e reacionário no país inibe qualquer crítica ao Lula, mesmo as que ele merece. Enfim: antes de entrar num coro, olhe em volta.”

Não é a toa que esta gente é a primeira a ir para o paredão nas revoluções. São anos de serviços prestados a seus egos, tratando o povo como uma massa acéfala.

Taí um autor que deixa de fazer parte da minha estante.

VIDEO RESUMO DO CAOS AÉREO



Eu não tenho mais nada a acrescentar. Que o caro leitor tire sua própria conclusão.

FADADO AO FRCASSO

Depois de anos de estudos, de audiências, de matérias em jornais, de exemplos e casos de sucesso, finalmente sai do TCU a autorização para concessão de 7 trechos de rodovias federais.

Aos brasileiros que não tem acesso à rodovias privatizadas, isto quer dizer coisa alguma. Pois suas estradas continuarão a mesma porcaria (com algumas raras excessões). Mas para a grande maioria que já trafegou em uma estrada privatizada, esta luz de esperança vai se tornar, como tudo desde que o incompetente de garanhuns assumiu, em mais uma decepção.

Não, caro leitor, não sou pessimista. Sou acadêmico e sei que a lei de mercado não perdoa a idiotice. Pois o TCU, julgando-se grande conhecedor de economia e de gestão empresarial, decidiu, unilateralmente, diminuir o retorno financeiro dos projetos a fim de não onerar os bolsos dos viajantes.

Ou seja, às concessionárias sobram o invetimento, os serviços, a responsabilidade e o risco, mas nega-se o lucro. Tudo em nome da redução de tarifas para criar uma imagem ruim para um governo ruim.

As empresas tradicionais já manifestaram não terem interesse econômico no projeto, que corre o risco de ficar na mão de empresas menores, com menor capacidade de investimento, com menor capacidade de prestação de serviços, com menor experiência.

Ao viajante sobrará a conta, o risco de vida, a falta de um serviço público de qualidade pelo qual se paga várias vezes.

Às vezes penso que o governo quer mesmo é nos manter em casa.

QUANDOS AS LUZES INCOMODAM

A busca por platéias mais tolerantes tem sido um tormento para a canalha PTralha. Com eventos requentados pela própria inoperância do Estado e o mesmo discursinho safado de beira de palanque, o presidente deixou de ser unanimidade até nos rincões do Bolsa-esmola.

Esperando a usual claque de imbecis amestrados, que aplaudem a verboragia sem sentido de lulla, os assessores palacianos surpreenderam-se com protestos na cerimônia de re-re-re-re-relançamento do PAC, em Sergipe.

A conhecida covardia de lulla já poupou o Sul e parte do Sudeste de sua nefasta presença, poupará também o Rio por conta das vaias do PAN, mantido este ritmo de exclusão de destinos pouco receptivos, Vas. Excria deverá em breve anunciar sua mudança para Paris.

Afinal desde o descobrimento que os europeus se deliciam com animais raros e nativos curiosos vindos das colônias.

quarta-feira, julho 25, 2007

QUANDO "INOCENTES" SÃO PUNIDOS

E a Rainha de Copas do sertão, em sua fúria pelo salvamento de sua imagem, grita: "Cortem-lhes a cabeça"

Planalto confirma saída de Pires; novo ministro toma posse às 16h

Presidente da Infraero é avisado que terá de deixar o cargo

Pena que isto custou dez meses, centenas de vidas e alguns bilhões de dólares...

CUIDADO OBRAS NA PISTA

A Infraerro, numa atitude inexplicável do ponto de vista técnico, que prevê um tempo entre a pavimentação e o corte das ranhuras, decidiu antecipar as obras do Grooving na pista de Congonhas. Resta ao brasileiro se portar, mais uma vez, como massa de manobra e acreditar na seriedade do órgão ao determinar a excelente qualidade do asfalto.

O duro é acreditar numa autarquia que nomeia para diretoria de engenharia, alguém investigado por corrupção. Pior é saber que contratos emergenciais como a tal Força Tarefa proposta, custam caro, não precisam de licitação.

Agora só falta contratar a Gautama e quadro está completo.

SOLUÇÃO PTRALHA

A capacidade em gerar soluções estapafúrdias é uma das maiores qualidades do Partido dos Trapaceiros.

Os arroubos autoritaristas estão tão arragiados que, quando combinados com a arrogância e megalomania do bando de imbecis que infesta o governo, só podem gerar idéias do tipo "para tudo"

Pois a ANAC definiu agora que, se o problema é o excesso de passageiros, ninguém viaja mais e o caos estará resolvido.

Só falta agora uma Medida Provisória proibindo acidentes aéreos.

Anac suspende venda de passagens em Congonhas

NÃO É RUIM. É PIOR

Se forem confirmadas a acusações divulgadas ontem pelo ex-blog do César Maia sobre a crise aérea, nada temos mais a temer pelo futuro do país. O pior realmente aconteceu.

O Mega-conspirador carioca, capaz de orquestrar a maior vaia coletiva do mundo, competente a ponto de vender todos os ingressos da cerimônia de abertura dos jogos Panamericanos a inimigos do governo sem que a inforamção vazasse, afirma com todas as letras que a TAM foi chantageada para produzir uma saída honrosa para o governo.

Completa dizendo que o gesto do aspone Marco Aurélio Garcia era na verdade a comemoração por mais um golpe de desinformação da população, cujo fim seria salvar a imagem de um governo que desmorona.

As corriqueiras negativas PTralhas já foram emitidas por todos os envolvidos, com as grosseirias de sempre, deixando claro que ruim mesmo é a invasão de privacidade, pois os desrespeitosos gestos (e prováveis bobagens ditas) eram uma expressão privada, que não poderia ter sido veiculada.

Sem entrar no mérito dos direitos de um imbecil tripudiar sobre o sofrimento alheio, o que me intriga mesmo é, se tudo for apenas alucinação de César Maia, como o cinegrafista da Globo sabia o horário e a janela certos para fazer a filmagem do ofensivo top,top palaciano.

Clique aqui para a notícia Governo pressionou a TAM por "saída honrosa", diz Cesar Maia

OBRIGADO NEMERSON LAVOURA

O nível não correponde ao dos leitores deste blog, mas o caro Nemerson Lavoura, publicou algo que fala por todos nós, para todos eles.

Se o caro leitor está tão indignado quanto nós, cante junto, a letra é facil demais e o alívio é imediato.


segunda-feira, julho 23, 2007

A INVEJA É UMA M@#$%, MAS A COVARDIA É PIOR

Pelo jeito, essa fama de nordestino ser cabra macho, só se dá pelo sistemático exílio dos trastes covardes que desonram sua origem.

Não entendeu? clique no link e veja a última do fujão de Garanhus

Lula cancela viagem ao Sul e vai para o Nordeste

SEMPRE ATRASADO

No pior programa de rádio depois da hora do Brasil, o presidente Lulla continua com o tom bravateiro da organização criminosa (segundo o Procurador Geral da República), característico das ocasiões em que é pega em sua incomparável incompetência.

Vsa. Excria., se achando no direito de se isentar de responsabilidade, como em todas as ocasiões críticas nestes quase 5 anos de desastre administrativo e ético, acredita firmemente que a ocorência de falha técnica ou humana no acidente do Vôo 3054 tira a responsabilidade de suas costas.

Em seus delírios de extrema vaidade e falta de autocrítica, o presidente espera (ou reza) escapar ileso mais uma vez.

A você leitor, cabe a resignação ou a ação.

"Não existe hipótese da verdade não vir à tona", diz Lula sobre acidente

COM A PALAVRA O FINANCIAL TIMES

"A extrema necessidade de um governo mais eficiente no Brasil nunca esteve tão clara."

Duvida? clique aqui

ENQUANTO ISSO, NAS GAVETAS DAS REDAÇÕES

sexta-feira, julho 20, 2007

Ó AQUI, PARA VOCÊS, Ó!!!



Se você está chocado com o acidente, isto é o que o governo pensa de você.

Mas bom mesmo é ver a explicação do animal.



Pois é caro leitor, 200 famílias destroçadas, futuros comprometidos e o sujeito está precoupado somente com a responsabilidade do governo.

E você, cidadão de bom senso, pagador de impostos, eleitor responsável, reagiria como?

MAIS ESPETÁCULO

Para se mostrar atuante e dar uma "resposta" ao "povo", o degoverno Mulla anuncia o PAC do setor aéreo.

Aos tolos que ainda acreditam em Papai Noel e na Fadinha dos dentes, esta é a notícia que faltava para recuperar o sistema áéreo.

Para aqueles que conhecem a incapacidade de realização desta corja despreparada que assumiu poder, esta é mais uma iniciativa vazia, cuja intenção é gerar a impressão que as coisas vão melhorar.

Sejamos francos caros leitores, não existe PAC, é apenas mais uma figura de comunicação, o dinheiro não é suficiente e, quando existe, não projetos, não gestores, não há planejamento.

O país está a deriva enquanto as autoridades se recusam a reconhecer que não sabem o que fazer.

COMEMORAÇÃO CANALHA

O governo Lulla consegue a cada dia ultrapassar os limites da canalhice e do descaso com o cidadão brasileiro.

Enquanto as 200 famílias sofrem pelas perdas do vôo 3054, o Palácio do Planlto comemorava a divulgação da falha da aeronave como causa da tragédia.

A omissão deste presidente desprepardo, vaidoso e egocêntrico, chega ao ponto de seus subordinados não sentirem-se sequer pressionados a a disfarçar ou fingir que se importam.

O pronunciamento deste mentecapto que ocupa o Palácio do Planalto na televisão é uma das maiores provas disto. Preocupado somente com sua imagem, o presidente só decidiu se dirgir a nação depois de se certificar da "inocência" de seu governo.

À classe média, grande abandonada destes 4,5 anos de PTralhas no poder, fica a certeza de não haver se conscientizado em 2002 e não ter se empenhado em 2006. Quem sabe em 2008 e 2010, consigamos nos livar destes criminosos.

quinta-feira, julho 19, 2007

UM RISCO NO TEFLON

por Clóvis Rossi

SÃO PAULO - Diz a lenda que Luiz Inácio Lula da Silva é o teflon da política: nada gruda nele, nem escândalos, nem as bobagens que de vez em quando diz, nem inação administrativa, nada.

A seqüência de vaias na abertura do Pan mostra que a realidade é algo mais complexa do que diz a lenda. Tudo bem que o Rio de Janeiro sempre foi irreverente, sempre teve uma quedinha forte pelo oposicionismo, mas deixar um presidente da República pendurado no microfone sem a escada é um baita constrangimento, ainda mais quando mostrado ao vivo no horário nobre.

A realidade mais complexa que a lenda começa, aliás, com uma leitura menos ufanista (para o presidente) do resultado eleitoral. No primeiro turno, Lula teve 46,6 milhões em 125,9 milhões possíveis. Dá, portanto, 37%, índice ruim para uma hipotética Olimpíada de popularidade de governantes.

Significa que dois terços dos eleitores ou queriam outro presidente ou não tinham por Lula (ou por qualquer candidato) entusiasmo suficiente para movê-los a sair de casa para votar.

No segundo turno, Lula subiu para 58,2 milhões de votos, ainda assim abaixo da maioria absoluta (ficou com 46,2%).
Elegeu-se porque a regra -absolutamente legítima, aliás- leva em conta apenas os votos válidos.

É claro que a vaia não torna Lula impopular. Nem o constrangimento levá-lo-á a cortar os pulsos.

Seus áulicos na mídia e na academia até poderão criar mais uma teoria conspiratória debilóide e inventar que a elite comprou todos os ingressos da festa do Pan só para vaiar Lula. Pode até ser, mas aposto que em festa da Febraban ele jamais será vaiado.

Idiotices conspiratórias à parte, vale o fato de que a realidade é mais complicada do que sugerem a autolouvação e o culto à personalidade que se faz com Lula.

Publicado em 15/07/07.

QUANDO A GESTÃO PÚBLICA MATA

O artigo de hoje Estadão de Fernando Reinach, mostra claramente que nenhum país está livre dos efeitos da má gestão pública.A estória do acidente da Challenger na década de 80, deixa claro as teríveis consequências da submissão da técnica à política e os resultados de se ignorar a segurança do cidadão em prol do espetáculo eleitoral.

O acidente da TAM é mais um destes exemplos, evitáveis com o reconhecimento de que as coisas não vão bem, não estavam bem e, mantidos os atuais esforços, só ficarão piores.

O cientista que explicou o desastre da Challenger

OS VERDADEIROS CULPADOS

Ainda sob o impacto da destruição dos planos e sonhos de 200 famílias, começam as discussões sobre quem será escolhido o bode expiatório da vez, em mais uma operação de salvamento dos verdadeiros culpados da tragédia do vôo 3054.

Antes de mais nada se deve reconhecer que a execução das ranhuras no pavimento (grooving), que se dá 45 dias após o término do pavimento, está rigorosamente dentro do prazo, sendo necessária apenas em tempo chuvoso.

A decisão de manter a pista aberta para pousos e decolagens após dois dias de chuvas em São Paulo, não é da engenharia, nem tão pouco das companhias aéreas. É da Infraero, da aeronáutica, do ministro da defesa, do Presidente da República, enfim dos responsáveis pela aviação brasileira.

Por isto que o acidente do Vôo 3054 não é decorrente de problema técnico. É uma conseqüência gravíssima da má gestão pública, pois se a pista não reunia condições de pouso, porque os investimentos em infra-estrutura são insuficientes, os gestores não reúnem competência mínima para realizar as obras necessárias e a corrupção impede que o pouco dinheiro disponível seja utilizado da melhor forma.

Mas que o cidadão comum não se engane ao acreditar que esta é uma situação excepcional. É apenas mais uma tragédia diária comum que marca a vida dos brasileiros. Sua notoriedade se dá pela concentração de vidas envolvidas em um só episódio. Pois, dos 56 mil brasileiros – o equivalente a 280 acidentes como o de terça-feira - que morrem anualmente nas estradas, ou das 1336 pessoas (6,5 vezes mais que o vôo 3054), que foram mortas a tiros na cidade do Rio de Janeiro nos últimos seis meses, nada é dito ou feito.

É hora de se encarar os fatos e aceitar a verdade nua e crua. O culpado é o poder público e todos aqueles eleitos para cuidar do patrimônio público e dos serviços aos cidadãos, que não conseguem cumprir com suas obrigações, não atendem as necessidades de uma nação de 200 milhões de habitantes, ou sequer honram seus mandatos conquistados à custa do mais puro populismo.

Porém, enquanto os gabinetes dedicam seus dias discutindo as vaias recebidas nas solenidades, o cidadão comum arrisca sua vida num país que cai aos pedaços porque seu dinheiro é gasto em atitudes eleitoreiras e irresponsáveis.

Algumas notícias para reforçar este post

É pior do que se imagina
TAM diz que avião não tinha defeitos; mortes podem chegar a 200
Para pilotos europeus, governo do Brasil não aprendeu com erros
Aeronáutica desautoriza funcionamento de pista de Congonhas sob chuva
Aliado de Lula critica ação do governo no controle da crise aérea
Sindicato diz que descaso com aviação foi denunciado ao governo
Jornal argentino vê influência política em abertura de pista de Congonhas

quarta-feira, junho 20, 2007

ARRASTÃO

O caso Renan Calheiros está se tornando um transtorno para o o Senado. O embroglio cresce em tal proporção que começa a arrastar para a lama todos que tentam socorrer o presidente da casa.


A vaca de Renan está tão atolada no brejo que além de não sair, está exigindo companhia. O relator Epitácio Cafeteira, descobrindo-se incapaz de defender suas próprias palavras já pediu afastamento. O presidente Sibá Machado se enrola e escolhe para substituir o nada bobo maranhense, alguém mais venal e comprometido.


O novo relator já deu o tom de sua atuação, "não li, mas tem meu total apoio", que tem de tudo para se tornar mais uma caricatura do anedotário político. Reforçada pela vasta cabeleira do senador, a imagem grotesca do legislativo é forte concorrente para o prêmio Piores de Marketing.


O bom disto tudo é ver o Kibe Loco em ação.


segunda-feira, junho 18, 2007

MARTAXA E O DESERVIÇO PÚBLICO

Quem ainda se espanta com declaração como a da ministra do turismo só resta uma coisa a dizer.

ACORDA CIDADÃO!!!

Pois o brasileiro é mal tratado diariamente há anos toda vez que precisa utilizar os serviços, pelos quais paga caro. Bancos estatais, previdência social, educação, saúde, segurança e etc.. Num festival de horror que inclui filas quilométricas, idas e vindas desnecessárias, gastos com burocracia inútil.

O desrespeito ao cidadão atinge seu ápice nos bancos e sistemas de senha utilizados pela Caixa Econômica Federal. Pois criar instalações confortáveis de espera em filas de caixa bancários não cuidar do cliente. É desprezá-lo com um claro aviso que o serviço é demorado e nada será feito agilizá-lo.

Enfim, madame Favre não fez nada além de externar o desprezo pelo cidadão, mais do que disseminado pelas repartições, autarquias e estatais. É certo que seja condenada, servindo de exemplo para os outros, pois mais do que punição, precisamos mesmo é modificar uma cultura.

domingo, junho 17, 2007

PARA INGLÊS VER

O leitor que ainda guarda esperança nos trabalhos da Comissão de Ética do Senado, pode ir tirando o cavalinho da chuva, pois o resultado já é conhecido, o relatório já está com o carimbo de aprovado e a pizza já esfriou no forno.

Cansado de um conselho diligente e cumpridor de seu dever sob a severa batuta do dep. Ricaro Izar, o PT mobilizou suas tropas e infectou o ambiente, com um presidente conivente, um relator cooptado e membros controlados.

A certeza da impunidade é tanta que nem mais se dão ao trabalho de fingir honestidade, Renan Calheiros será absolvido no processo mais viciado da história do Brasil democrático. Barbárie igual só nos idos do Governo Verde-oliva ou sob as botas de Vargas.

Talvez estejamos mesmo sob um ditadura, só não percebemos ainda.

A VITÓRIA DA FRANÇA

Encerradas a apuração das urnas e a vitória de Nicolás Sarkozy é completa. O partido de direita conseguiu maioria absoluta das cadeiras do parlamento.

Parabéns a monsier Sarkozy, ao UMP e principalmente ao povo Francês, que varre do governo a escória que conseguiu diminuir seu país perante o mundo.

Quem sabe, mais uma vez sigamos a história, adotando as boas novas vinda do velho mundo aqui na botocudolândia.

sábado, junho 16, 2007

EFEITO ORLOFF

Nestor Kirchner é uma aberração, eleito numa conjunção inusitada de fatores, aproveitou que a Argentina já havia atingido o fundo do posso e conquistou popularidade com aquelas atitudes tresloucadas que incendeiam as massas, garantindo votos diretamente proporcionais ao discurso bufão do candidato.

O problema é que a aberração, em condições normais de temperatura e pressão, não dá certo. Administrar um país como a Argentina requer muito mais que cara de louco e idéias condizentes com a fama. É preciso investir, é preciso gerir com eficiência, é preciso cortar custos desnecessários, é preciso atrair capitais e desenvolver mercados e etc.

Ficar compando briga e torrando dinheiro público dá no que deu: O inverno chega e o povo argentino passa frio, pois há escassez de energia.

É caro leitor a conta argentina não fechou , a inflação está de volta, a escassez de energia também. Mas não ria, pois por mais que haja uma rivalidade entre os povos, a probabilidade é que eles estejam hoje, na mesna situação que nós, amanhã.

PROSA FLÁCIDA PARA ACALENTAR BOVINOS

Seguindo a estratégia de prometer tudo pois nada sairá do papel, o governo anuncia mais verbas para a modernização dos portos brasileiros. A verba faz parte do mais novo delírio governamental para tirar o Brasil da lama, o PAC.

Lulla, que só quer saber de encher a boca para falar BIlhões de reais ou dólares, parece ter dado garantias de não restrição orçamentária para o setor, se este demonstrar eficiência.

Pronto! Como sempre o presidente disse tudo e não prometeu nada, velho conhecedor da gestão pública brasileira e dos canalhas que a rondam, lulla, saber que não há a menor possibilidade de um porto brasileiro, moeda de troca no balcão de apoio político de Brasília, se tornar eficiente. Então de um lado promete enquanto traça parâmetros para não cumprir.

E assim o PAC vai ficando velho, as obras não saem, o dinheiro não vem, o Brasil não anda e .....

MISSÃO IMPOSSÍVEL

É de causar caimbras de tão hilária a declaração do senador Renan Calheiros sobre sua luta pelo cargo que ocupa no senado.

“Não vou desonrar o Senado e lutarei até o fim”
Ora senador, desonrado o senado já está, agora é só uma questão de saber a extensão da podridão.

APOSENTADORIA IMERECIDA

Começa a causar polêmica o caso da pensão ao latrocida totalitarista, Carlos Lamarca, ex-oficial do Exército Brasileiro que se travestiu de guerrilheiro para cometer seus crimes contra o país.

A concessão da aposentadoria converte um criminoso em mártir e garante à sua família uma renda a qual não há direito algum. Carlos Lamarca abandonou seu posto, roubou equipamento militar, participou da morte de companheiros de caserna por livre e espontânea vontade.

Este benefício simbólicamente reintegra-o à instituição, humilhando as forças armadas, quebrando a hierarquia e a disciplina. Passando assim a mensagem que o crime compensa, alguns a curto prazo, outros, por não envoverem diretamente membros do três poderes, no longo prazo.

Indenizar Lamarca hoje, é garantir uma solicitação futura por parte de Fernandinho Beira-Mar, afinal, não há absolutamente nada de diferente entre eles.

sexta-feira, junho 15, 2007

ÊTA BOI BÃO

A Rede Globo prestou, na noite de ontem, mais um desserviço ao Regresso Nacional. Nos jornais noturnos, a emissora teve o displante de apresentar matéria verificando a veracidade das notas fiscais apresentadas pelo Mega-pecuarista e, pelo que parece, tintureiro-monetário, Renan Calheiros, ao conselho de ética do Senado.

O resultado foi o esperado (pelos cidadãos honestos, trabalhadores e sem vocação para massa de manobra PTralha), é tudo nota fria. Tem de tudo, gente não conhece o senador, empresa falida, empresa fechada, empresa que faturou num ano menos de 5% do valor de uma nota fiscal.

Ao que parece a aventura bem sucedida no agro-negócio do pouco nobre parlamentar só se sustenta se a Receita Federal se fingir de morta.

Enfim o senador está mais enrolado que cascavel no sol e agora espera pelo pior. MAS o que a cidadão comum não se dá conta, e será ludibriado mais uma vez por isto, é que não é preciso provar que o Senador cometeu um crime para chutá-lo do Senado. Basta provar que mentiu.

E olha que a Veja e a Globo já fizeram isto e só Epitácio Cafeteira não viu...

quinta-feira, junho 14, 2007

PENA QUE NÃO É TÃO SIMPLES

Em sua verborragia habitual, Luis Inácio volta, mais uma vez, suas baterias contra a imprensa nacional, como se as manchetes diárias fossem puro invencionismo comercial, ou alguma crise de auto-estima do cidadão.

Na tosca mente do presidente, a razão para nos depararmos com novos escândalos diariamente nos jornais é nossa falta de amor pela nação. Numa comparação grosseira e digna de Genival Inácio da Silva, Lulla refere-se ao comportamento dos cidadão suíços ou os italianos ao comentar sobre seus países.

Esquece-se o presidente que, se o Brasil tratasse suas autoridades como a Suíça ou a Itália, já estaria livre das quadrilhas que infestaram o governo desde sua vitória sobre José Serra, dando assim aos brasileiros motivos suficiente para se orgulharem de seu país.

"Quem viaja muito o mundo às vezes volta decepcionado com a imagem que se cria do Brasil lá fora. Aliás, eu acho que o Brasil é o único país em que os brasileiros viajam para fora e falam mal do Brasil. Você não vê um suíço falar mal da Suíça, você não vê um italiano falar mal da Itália, mas os brasileiros adoram falar [mal]."

quarta-feira, junho 13, 2007

CALA BOCA MAGDA !!!!!

"Relaxa e goza porque você esquece todos os transtornos depois". - Ministra Martaxa Suplício, demonstrando todo seu conhecimento acadêmico no ministério do turismo.

E você caro leitor/passageiro, está esperando o que?

CONCORDO PLENAMENTE SR. PRESIDENTE

"Não acredito que Vavá seja lobista..." - Presidente Lulla em 12/06/2007

Eis que finalmente sou obrigado a dar razão a Vsa. Excria. Depois de vinte e tantos anos Lulla e eu finalmente concordamos em uma coisa, Vavá pode ser tudo, menos lobista.

Um Lobista de verdade, em uma conversa informal, desabafou há alguns dias:

"Ficam falando que este sujeito é um lobista. Isto é um absurdo, Lobby é coisa de gente séria, de profissional, praticado no mundo inteiro e uma profissão reconhecida na maioria dos países civilizados. Este sujeito pode ser amador, imbecil, criminoso... Lobista nunca!"

Pois logo seguiu a explicação:

"... todo mundo faz lobby, a FIESP quando quer proteger a indústria, os bancos, o MST, a Igreja, 0s sindicatos, a Liga das Senhoras Católicas. Lobby não é suborno, nem tampouco maracutaia, Lobby é procurar influenciar o governo a dar atenção à sua causa, seja ela qual for."

Pos logo depois desta aula, só posso dizer que o presidente tem razão. Vavá não é lobista.

O que ele é?

Ora caro leitor, isso eu só posso publicar depois de transitado em julgado.

terça-feira, junho 12, 2007

A BAGAGEM ATRAPALHA

E a esquerda brasileira tem problemas de lidar com a esquerda brasileira. O governador José Serra, cria do movimento estudantil sério - você sabe caro leitor, aquela turminha pré 64 que ainda tinha algo a falar, não estes vagabundos profissionais pelegos PTralhas - não consegue apagar sua herança e toma um baile de meia dúzia de imbecis que ocuparam a reitoria da USP.

Sem uma pauta de reivindicações clara, os "estudantes" estão há 39 dias brincando de revolucionários, fazendo barulho na mídia correspondente a 100 vezes o tamanho do grupo. Deixando o govenador atarantado, provando ser mais um tucanóide banana, bom de bico, bom de papo, mas que na hora não consegue fazer nada.

Não que José Serra seja um molóide, pois dos políticos brasileiros é dos que tem a rara característica de tomar decisões. Mas parece que a veia universitária e o ranço do esquerdinha que apanhou na Maria Antonia ou na desocupação do refeitório da USP está falando mais alto, impedindo o governador de por ordem na casa.

E depois o cabra vem se achando em condições de disputar uma presidência.

segunda-feira, junho 11, 2007

DESCULPA DA SEMANA

Já está pronto o pronunciamento de V. Excria o presidente da Botocudolândia.

Seguindo a linha estilo "time que tá ganhano num si mexe" de autoria de um dos envolvidos, a declaração bombástica que deverá isentar nosso presidente de qualquer dúvida de culpa foi revelada hoje pelo Kibe Loco:

domingo, junho 10, 2007

HOMOFOBIA = DEMOCRACIA?

Seis meses, foram exatos seis meses de descanso para cuidar da minha vida até que finalmente vocês venceram e eu volto. Aguentei a Gautama, o Renan, o Vavá, a PTização do PSDB, a nomeação de Madame Favre, o PAC e muito mais calado.

Mas tudo tem limite.

Demoramos 20 anos para sair de uma ditadura, passamos pelo pão que o diabo amassou nos 20 anos seguintes expurgando este período nefasto de nosso sistema. Agora, que ninguém mais teme os arroubos totalitaristas verde-oliva, temos de temer os rosa-choque? Que porcaria de país é esse afinal?

Chegamos a um nível internacional de tolerância, com uma das, senão a maior, parada Gay do mundo (encerrada a horas atrás com 3 milhões de participantes). Discute-se homosexualidade em quase todos os cantos deste país com uma liberdade jamais vista. Personagens de novelas, propagandas, produtos e serviços, revistas etc. voltados ao público GLBT são tão comuns na mídia que ninguém mais se espanta. Enfim estavam criadas todas as condições para dizer que o brasileiro evoluiu.

É caro leitor, estavam, pois nem bem os cudadãos de orientação homosexual conseguiram ser aceitos por parte da sociedade, enfiaram o pé no balde e, num delírio absolutista, criam um projeto de lei no Regresso Nacional que proíbe os brasileiros se manifestarem contra o homosexualismo. Ou seja caro leitor, ou você aceita ou cala sua boca.

Mesmo depois do projeto do audio visual, mesmo depois da Ancinav, no momento em que a PTralhada apoio Huguinho Chaves, ainda tentam calar a imprensa, a igreja e a liberdade de expressão.

Ora, se era para voltar a censura, se era para para ter um legislativo pelego do Palácio do Planalto, se era para o judiciário deixar impunes os canalhas da nação. Que ficassem os generais.

Pelo menos tínhamos ordem nas ruas.